Gengivite e periodontite são os problemas comuns, sendo o segundo o mais grave, pois pode levar à perda dos dentes. A maior causa dessas doenças está na falta de higiene bucal adequada. Por isso, a importância de conhecer o passo a passo da escovação e demais hábitos de limpeza.

Se você é um paciente cheio de dúvidas, desvendamos os mitos que giram em torno de quem precisa recorrer a ortodontia. Leia.

O implante ou prótese dentária é um tipo de tratamento que pode substituir um ou mais dentes e tem como objetivo além da estética fornecer uma melhoria para a mastigação do paciente. Colocar implantes dentários, está cada vez mais acessível aos pacientes, mas ainda existem muitas dúvidas sobre o assunto. Por isso, listamos alguns mitos…

Os pacientes que usam próteses dentárias alegam diferentes razões para dormir sem tirar a dentadura: preguiça, vergonha e comodidade são as primeiras da lista. No entanto, segundo estudos recentes, o uso de prótese durante o sono duplica o risco de pneumonia em pessoas idosas. A pesquisa refere-se ao fato de que estas pessoas tendem a ter uma rotina de higiene bucal um pouco mais relaxada, o que aumenta as chances de desenvolvimento de cárie dentária e doença periodontal.

O endodontista, especializado na saúde interna dos dentes, é quem realiza os tratamentos de canal para cuidar dos problemas relacionados com a parte central do dente: a polpa dentária, que nada mais é do que um tecido mole que contém nervos, vasos sanguíneos e tecido conjuntivo.

Algumas vezes você já deve ter se deparado com a seguinte situação: sentir uma dor ou alteração em alguma parte do corpo e se questionou por qual médico deveria procurar. Nesses casos o melhor a fazer é procurar um clínico geral, pois através de uma análise detalhada da situação ele vai te encaminhar para o profissional especializado no assunto referente ao seu problema.

Com a saúde bucal não é diferente. Apesar de muita gente conhecer o profissional desta área apenas como dentista achando que ele trata todo o tipo de problema, existem sim, as especializações que atuam de forma mais direta na identificação e solução dos mistérios que acontecem com seus dentes e gengivas mais a fundo. Quer saber quais são eles? Vem com a gente descobrir!

A tecnologia e a internet têm auxiliado todas as áreas do conhecimento. Na odontologia, por exemplo, os aplicativos chegam com uma comodidade a mais para o dentista, que passa o dia no consultório e não tem tempo de ficar na frente de um computador.

O curso de odontologia dura, em média, cinco anos. A carga horária e o ritmo de estudos são puxados e a maior parte da graduação é ministrada em período integral.

O INCO25, em Setembro, irá oferecer o Curso de Especialização em Odontopediatria, com coordenação das professoras Márcia Louvain e Licínia Damasceno, mestres em Odontopediatria. O curso tem como objetivo capacitar o cirurgião-dentista para realizar o diagnóstico, planejamento e atendimento Clínico Odontológico de bebês, crianças e adolescentes, embasado na aquisição de conceitos teóricos atualizados e com…

Quem perdeu um ou vários dentes precisa buscar tratamento, pois pode ter problemas na hora de alimentar-se com limitações na hora de triturar os alimentos

2015 © Copyright - Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento R&D Marketing Digital

Emergências: 21 2232-7000